segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Reunião E.E. Tutorias

   Os Encarregados de Educação dos alunos selecionados para Tutoria foram convocados para uma reunião onde foram esclarecidas as regras da tutoria.
 
   Nesta reunião foram discutidos com os pais os critérios de seleção dos alunos para a tutoria, nomeadamente, que demos privilégio aos alunos com competências mas que necessitam (devido a problemas de estudo, atenção/concentração, emocionais, etc) de um impulso extra.
 
 
   Foram, ainda, esclarecidos de que:
 
  1. O desempenho dos seus educandos fará parte, em 10%, da nota de Educação para a Cidadania, através da avaliação de vários parâmetros
  2. São sessões diferentes dos apoios, quer na estrutura, quer nos objetivos e modo de funcionamento
  3. Os E.E. foram convidados para participar ativamente nas sessões através de ações de formação
  4. Os alunos deverão frequentar a tutoria e, caso seja necessário, a meio do ano podem, fruto de decisão concertada do Diretor de Turma/Tutor/Aluno/Encarregado de Educação e da Coordenadora das Tutorias. Esta saída pode depender de vários fatores, sendo os principais: melhoria das problemáticas assinaladas, resistência à tutoria (com todas as estratégias esgotadas) ou perfil não coincidente com o pretendido nas tutorias.
  5. Podem ser tratados vários temas que sejam importantes para os alunos (estratégias de estudo, violência escolar) utilizando um método lúdico-pedagógico
  6. Os alunos terão um prémio de mérito, com caraterísticas ainda a definir.
  7. Os professores que estão a dar tutorias, embora possam assumir outros papéis na escola, na tutoria desempenham papéis diferentes dos mesmos
  8. Em algumas sessões, para esclarecer questões pessoais com algum aluno, o tutor pode optar por solicitar ao restante grupo que não tenha essa sessão.
 
    Os E.E. aderiram massivamente à reunião tendo concordado com a inclusão dos seus educandos nas tutorias.
 
 

Trabalhos de Tutorias



Formação: Tutorias Auto-Regulatórias

            Nos dias 18 e 25 de outubro de 2012, foi realizada uma formação sobre as Tutorias Auto-Regulatórias para os professores tutores. Nesta formação foram trabalhadas as ferramentas-base para trabalhar com os alunos que irão frequentar as tutorias.
 
            Da avaliação feita pelo SPO as dificuldades escolares avaliadas no AEAMC centram-se em problemáticas específicas. Uma delas prende-se com os problemas emocionais provenientes de situações sociais complexas que impedem os alunos de desenvolver o seu potencial escolar. Outra das problemáticas prende-se com a incompetência generalizada dos alunos para prepararam e estudarem adequadamente para uma aprendizagem mais consolidada. Por fim temos os problemas motivacionais, que resultam de diversos factores, como por exemplo, dificuldades de aprendizagem, não identificação com os objectivos escolares, entre outros.

Desta forma, consideramos que as Tutorias Auto-Regulatórias, pelas suas características e formas de actuação, vêm colmatar estas situações, dando um apoio de retaguarda (mas não sob a forma de explicações) em todas estas áreas lacunares. Inúmeros estudos vêm confirmar, ainda, a correlação positiva existente entre as tutorias e a melhoria dos resultados nas várias disciplinas.
 
Nesta formação tivemos como objetivos:
1.       Equipar os docentes com bases teóricas sólidas no domínio da auto–regulação da aprendizagem.
2.       Instalar a ferramenta "tutorias auto–regulatórias" na escola
3.       Formar os docentes na área do conhecimento das competências de estudo e das estratégias de auto–regulação da aprendizagem
4.       Ensinar os processos de auto–regulação da aprendizagem. Permitir que os alunos reflictam sobre os processos e as estratégias de aprendizagem que utilizam enquanto treinam a aplicação destas estratégias de aprendizagem na escola e na sua vida
5.       Trabalhar situações mais sociais e motivacionais



 
 

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Apresentação do SPO às turmas do 5.º ano

A Psicóloga do Agrupamento foi a todas as turmas do 5.º ano no sentido de apresentar o Serviço de Psicologia.
 
Nesta apresentação é desmistificado o papel do psicólogo e são esclarecidos os receios relativamente ao que este técnico pode ou não fazer no âmbito da sua intervenção.
 
De uma forma lúdica e divertida, os alunos são convidados a participar na apresentação, partilhando os seus receios, angústias e expetativas em relação a este profissional.
São, assim, discutidos alguns dos mais famosos mitos ligados à profissão (por exemplo, 'quem vai ao psicólogo é maluco?', ' se fôr ao psicólogo, serei gozado pelos meus colegas?', 'o psicólogo lê os nossos pensamentos?', 'vai contar aos outros aquilo que eu contei?') e partilhadas as regras-base da intervenção do psicólogo.
 
No final da apresentação, todos os alunos são convidados a dirigir-se ao Gabinete do SPO para partilhar os seus problemas, caso os tenham ou venham futuramente a ter.
 
Para além da apresentação, a psicóloga lançou um desafio aos alunos: a participação num concurso. O objetivo é levar os alunos a dirigir-se ao gabinete e nele ir estabelecendo uma relação de empatia com a psicóloga.
As regras são as seguintes:

 
 
BOA SORTE A TODOS!!!

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Formação sobre o Bullying

No passado dia 12 de outubro de 2012, as turmas do 7.º C e do 7.º F assistiram, na nossa biblioteca, a uma formação acerca do Bullying.

Esta é uma temática que preocupa muito o nosso Agrupamento e pretendemos que todas as turmas tenham acesso a formação sobre os procedimentos a ter em conta quando envolvidos numa situação como esta. O Bullying pode trazer muitas consequências negativas, às vezes até para a vida toda!!

Esta formação foi realizada pela Câmara Municipal de Guimarães, a quem agradecemos a disponibilidade.

Os alunos das turmas referidas, podem avaliar a atividade aqui:

Obrigada também aos alunos, cuja participação e comportamento foram exemplares.